Trinidad é uma das cidades coloniais mais bem preservadas de Cuba, o que a levou a ser classificada, em 1988, como Patrimônio Mundial da Unesco. É linda, com casas coloridas, ruas de pedras, várias lojinhas e com um ambiente alegre e descontraído.

thumbnail_image2

História

Trinidad foi fundada por espanhóis e, por onde andamos, ficamos com aquela sensação de voltar no tempo. São casarões coloridos, em sua maioria construções do início do século XIX, época do auge da produção de açúcar no Valle de los Ingenios. Nessa época,  a cidade se tornou uma das mais importantes de Cuba, mas, com a decadência da produção açucareira e as guerras de independência, a cidade estagnou e só voltou a crescer quando, no final da década de 80, o governo precisou resgatar o turismo para sair da crise instaurada com o fim da União Soviética.

Hoje, com o processo de restauração da cidade, é possível caminhar pelas ruas de pedra, conhecer toda sua área histórica e se sentir pertencente ao passado. Com a proibição da circulação de veículos em partes das ruas, é possível andar no meio dos cavalos, charretes e das várias bicicletas que existem por lá.

thumbnail_image0

Passeios

A cidade é pequena e aconchegante, bem típica de cidadezinha do interior. Vale a pena percorrer, por exemplo, as ruelas em redor da Plaza Mayor, a Casa de la Música, o Museo de História Municipal, o Museo Nacional de la Lucha Contra Bandidos, a Plaza Carillo e a Iglesia de Santa Ana.

thumbnai

Mas o que mais gostamos e recomendamos como parada obrigatória para todos os turistas é a visão do alto da torre do Museo Historico. Do alto das escadarias da torre – a parte final é bem íngreme! – é possível ver toda Trinidad do alto.

thumbnail_image1

A praça principal da cidade, a Plaza Mayor, é também o mais disputado ponto de wifi de Trinidad. A escadaria da Casa de la Musica fica lotada!!

Dica: Ao longo do dia, quando mais pessoas usam a rede, mais difícil é utilizar o sinal. Vá bem cedo!!!

thumbnail_image6
Escadaria da Casa da Música, na Plaza Mayor, é um dos pontos de wifi da cidade

Também conhecida como Plaza Céspedes, a Plaza Carillo é o segundo ponto de wifi da cidade, o que a deixa sempre cheia também. Quando estávamos em Trinidad, em janeiro, a praça estava sendo palco de uma semana da cultura, com shows à noite. Foi interessante notar que o público era mais local, já que os turistas tendem a ficar concentrados nas ruas ao redor da Plaza Mayor.

NossoMapaMundi_Trinidad
Plaza Céspedes ao entardercer

Além das atrações na própria cidade, a apenas 20 minutos de Trinidad, encontra-se a Praia Ancón, por muitos considerada a melhor praia de Cuba – e estou nesse número, não por acaso a incluímos no post sobre os seis destinos imperdíveis de Cuba. É uma praia tranquila, com área branca e aquele azul de babar. Na praia existem dois hotéis, o Brisas Trinidad del Mar e o Hotel Ancon. A estrutura é boa, com cadeiras e guarda-sóis caso você pague, mas, infelizmente, passamos rápido por esse paraíso.

praia

A empresa Cubatur vende esse passeio, mas achamos melhor alugar um táxi e dividir pelo número de passageiros. Ficamos livres para aproveitar parte da manhã e voltamos para pegar o ônibus para Havana.

Quantos dias ficar

Recomendo no mínimo três dias (que foi como organizamos nossa passagem pela cidade). O primeiro dia ficou reservado para conhecer as atrações do centro histórico. No segundo dia, fomos para a reserva natural Topes de Collantes, onde visitamos o Salto del Carbuní e arredores (que também incluímos na lista de seis destinos imperdíveis de Cuba). Deixamos o melhor por último: a tão esperada praia do Caribe, a Playa Ancón, onde ficamos só por uma manhã.

É possível fazer todos os passeios com agências de turismo (que possuem lojas no centro da cidade), mas preferimos fechar um carro particular para aproveitar melhor o tempo. Recomendamos o Pepe: (+53) 52 903058/ (+53) 41 992454, que nos levou até Topes de Collantes, foi muito gentil e tem um táxi novinho.

caburni

Onde ficar

Durante nossos 12 dias em Cuba, com exceção de Varadero, ficamos sempre hospedados em casa de família. As reservas foram feitas pelo site Airbnb e indicamos muito esse método de hospedagem para o país.

Em Trinidad, nos hospedamos com Nancy, em uma casa colonial de 1920. A casa é bem localizada, perto de bons restaurantes (destaque para o San José e sua deliciosa limonada – indicado por Nancy -, e para o Guitarra Mia) e a cidade é muito agradável para caminhar. Era possível acessar a internet de dentro da casa e o café da manhã estava muito gostoso.

Como chegar a Trinidad

Nós fizemos o roteiro Havana–Varadero–Trinidad todo em ônibus da Viazul. Os carros não são dos mais modernos e é bom ficar sempre esperto na questão do horário – eles não são muito pontuais. Durante o trajeto, que durou em torno de seis horas, paramos algumas vezes pelo caminho.

É importante chegar sempre uma hora antes do embarque!

O site da Viazul mostra todos os preços e horários dos ônibus entre as maiores cidades cubanas. É possível comprar as passagens usando cartão de crédito.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s